El Mapa de Todos 2012: Por um novo Peabiru
* Da Redação

O Festival El Mapa de Todos acontecerá nos próximos dias 6, 7 e 8 de novembro, em Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil, na casa de shows Opinião. Em sua terceira edição, o festival consolida-se como o principal evento voltado para a integração realizado no Brasil, somando-se conceitualmente a festivais como “Rock al Parque” na Colômbia, “Vive Latino” no México e “Ciudad Emergente” na Argentina. Assim como na segunda edição, também realizada em Porto Alegre em 2011, o festival El Mapa de Todos tem patrocínio da Petrobras, por meio da Lei Rouanet, do Ministério da Cultura do Brasil, e apoio da Secretaria de Cultura do Estado do Rio Grande do Sul e da central sindical Força Sindical.

O festival contará com a participação de 15 artistas, sendo 8 nacionais e 7 de países de língua espanhola, dois a mais do que na edição anterior. O lineup contará com os artistas Bareto (Peru), Juan Cirerol (México), Algodón Egipcio (Venezuela), Dënver (Chile), NormA (Argentina) e El Cuarteto de Nos e Franny Glass & Banda (Uruguai). Os artistas brasileiros são Nenhum de Nós, Autoramas, Apanhador Só, Esteban, Bidê ou Balde, Medialunas, The Tape Disaster e Fábrica do General Bonimores. O grupo gaúcho Nenhum de Nós fecha o festival com um show especial em espanhol, destacando clássicos do rock e da música latina. O grupo Fábrica do General Bonimores, de Passo Fundo, abre o festival, na condição de ganhadora do Festival PampaStock, realizado em São Borja, na fronteira do Brasil com a Argentina.

O festival El Mapa de Todos - 2012 terá como tema ”Por um novo Peabiru”, em referência ao caminho pré-colombiano que ligava o continente sulamericano, desde o Sul do Brasil até Machu Pichu, no Peru, e outros países da região. Para ilustrar o tema, o festival promoverá palestra da jornalista Rosana Bond, autora do livro “História do Caminho de Peabiru” e exibição do documentário “Nas Paredes da Pedra Encantada”, sobre o disco Paêbirú – O Caminho da Montanha do Sol”, de Lula Côrtes e Zé Ramalho, acompanhada de palestras de seus diretores Cristiano Bastos e Leonardo Bomfim. Para o curador do festival, Fernando Rosa, “com esse tema pretendemos resgatar a idéia de que a América do Sul já foi um continente integrado em suas diferenças de territórios, de culturas e de línguas”.

O seminário “Integração pela Música” também integra a programação do festival, abordando temas como as “Bacias Culturais”, prata discutir os pontos de conexão das fronteiras do Brasil com os países latinos, como o pampa gaúcho, e as “Políticas Públicas para a Integração” sobre o papel do Estado na promoção do intercâmbio cultural-musical. Outros temas como circulação de artistas e o papel da mídia na integração também serão assuntos na pauta do festival. Entre os convidados estão os produtores Gerardo Rosado, diretor do selo Discos Intolerancia e curador do palco “Carpa Intolerante” do México, do festival “Vive Latino”, Gabriel Turielli do selo e festival ContraPedal do Uruguai e Pamela Leme da Produtora Alavanca do Brasil.

 
54  53  52  51  50  49  48  47  46  45  44  43  42    41 40 39 38