Lennon vive: 'realize seus sonhos'
O "beatle" John, também Lennon, músico, poeta, revolucionário, continua vivo entre nós, pregando a paz, o fim da propriedade, das fronteiras entre os países, da ganância e da fome, como cantou em 'Imagine', dez anos antes de ser assassinado. Assim como Che Guevara, ele viveu os tempos modernos batalhando cotidianamente pela liberdade, pela construção de um novo mundo, do homem novo despreendido de toda sorte de preconceitos e rancores. "Quanto mais fundo se vai, mais alto se voa: quanto mais alto se voa, mais fundo se vai - então, vamos lá!", cantava ele no Álbum Branco, em 1968.

De fato, o roqueiro irrecuperável, que "largou tudo" quando ouviu 'Heartbreaker Hotel' pela primeira vez, com Elvis Presley, na década de 50, levou a sério o espírito de albatroz. Em show da banda, ainda no começo da mitológica carreira, ele desafiou a paparicagem imperial, sugerindo que a rainha Elizabeth e sua apodrecida entourage chacoalhassem as jóias nas galerias, enquanto pedia para a jovem plebe inglesa bater palmas. Depois, ao lado de Yoko Ono, ele espalhou cartazes pelo mundo pregando o "Was Is Over" (A Guerra Acabou), fez os famosos "bed in" pela paz e, antes de morrer, afastou-se de tudo apenas para criar o filho Sean.

Ao lado de Bob Dylan, principalmente, ele adicionou ao novo "ritmo diabólico" do rock and roll a poesia rica, simples e direta para expressar os conflitos mais complexos da Humanidade. Em 'Working Class Hero', alertava os trabalhadores sobre a ilusão da boa vida capitalista, denunciando que "eles lhe mantém dopado com religião, sexo e televisão, e você pensa que é muito inteligente, livre e sem classes". Em 'Woman Is The Nigger Of The World', denunciava o preconceito contra a mulher, cantando que "nós a fazemos pintar o rosto e dançar, e se ela não for uma boa escrava, dizemos que ela não nos ama". Os "bandidos britânicos" também não escaparam de sua língua ferina, acusados de terem submetido os irlandeses a milhares de anos de tortura e fome.

Hoje, passados tantos anos de sua morte, John Lennon e seu sonho de igualdade e fraternidade continuam tão vivos quanto a sua imagem no coração dos povos, apesar daqueles que, por vezes, insistem em reeditar o mesmo velho assassino de ontem. Em 'Instant Karma', Lennon perguntava "afinal por que estamos no mundo", respondendo que "certamente não era para viver com medo e dor". "Realize seu sonho, apontava ele, certo de que não era "o único sonhador", e que "o mundo podia ser uma coisa só". "Vamos lá!", com Lennon, afirmar as convicções, que são eternas, ao contrário dos neo-macartistas de plantão. (Fernando Rosa)

* Texto publicado anteriormente em Senhor F.

 
 
agência     revista     edição antiga
El Mapa de Todos 2012: vitória da música de todos os povos
Em três dias, ritmos, gêneros, gerações, diferentes países e um público vibrante transformaram a casa de shows Opinião e a Cidade Baixa, em Porto Alegre, um território livre da integração iberoamericana.
  FERNANDO ROSA
  Slade Alive!, o punk antecipado ao vivo
  FERNANDO ROSA
  Chico, Duprat e Construção
  MELHORES DE 2012
  Nossa lista de discos, coletâneas & extras e músicas
  MELHORES DE 2011
  A lista dos melhores discos iberoamericanos para Senhor F (& anglo-saxões)
  EL MAPA DE TODOS
  Top 25 Ibero-americanos 00/2009: mundo mais criativo, colorido e feliz
  ESPECIAL
  10 discos clássicos da psicodelia latina dos anos 60
   
 
  FERNANDO ROSA
  El Mapa de Todos: diversidade, com conceito e resposta do público
  FERNANDO ROSA
  Lennon vive: 'realize seus sonhos'
  FERNANDO ROSA
  A incrível história da música 'Llorando Se Fue'
   
 
  VARIOS
  Nuevos Medios, 30 anos de vanguarda, qualidade e senso pop
  VÁRIOS
  “Somos assim”, 25 discos independente brasileiros dos anos 00
  EL MATO A UN POLICIA MOTORIZADO
  La Dinastia Scorpio, definitivamente entre os grandes
  JUAN CIREROL
  Haciendo Leña, o renascimento do folclore mexicano
  COMPAY QUINTO
  El Diablo, a música tropical peruano-caribenha
  CUARTETO CONTINETAL
  El Auténtico e Imbatible, clássicos da cumbia pegadita
  CUMBIAS CHICHADÉLICAS
  Peruvian Psychedelic Chicha: lendários guitarristas peruanos
  CUMBIA BEAT
  Tropical Sounds of Peru (volume 2) / 1966 - 1983
  ALFOMBRA ROJA
  Bela estréia com 'Pueblo Chico Infierno Grande'
  DAVILA 666
  'Tan Bajo', teenage-pop con basura
  O CURINGA
  O Curinga, o melhor do rock gaúcho 'perto' da capital
  BARETO
  Ves lo quieres ver: música para conquistar o continente
   
 
  BLUES PROJECT
  Clássico do 'blues branco' ao vivo
  THE BATS
  'Daddy's Highway', poesia em forma de música pop
  SQUIRREL BAIT
  Squirrel Bait, os mais preciosos '20 minutos' dos anos 80
  NICOLAI DUNGER
  Tranquil Isolation, conexão sueca-americana
  LOS PLANETAS
  Principios Básicos de Astronomia, o melhor do indie espanhol
  THE TROGGS
  Groin Thunder!, clássico tributo aos Troggs
  LOS FUCKIN SOMBREROS
  Bazuka!, canções, guitarras e senso pop
  J. GEILS BAND
  Full House, um dos melhores discos ao vivo da história
  LOS DESTELLOS
  Los Destellos, pioneiro da cúmbia psicodélica peruana
  LA BARRANCA
  'El Fuego de la noche', legenda do rock mexicano
  FLIPPER
  Generic Flipper, na origem do grunge
  COMETS ON FIRE
  Blue Cathedral, uma tormenta no deserto roqueiro dos anos 00
  LOS ESTOMAGOS
  'Tango Que Me Hiciste Mal', marco do rock uruguaio pós-ditadura
  BUENOS MUCHACHOS
  Amanecer Búho, o melhor rock moderno do Uruguai
  LYRES
  'On Fire', explosão garageira no início dos 80, relançado na Espanha
   
 
 

INTEGRAÇÃO LATINO-AMERICANA
Saiba mais sobre o Festival El Mapa de Todos e os artistas latinos que participaram na edição 2012

O festival ocorreu nos dias 6,7 e 8, em Porto Alegre, na casa de shows Opinião, com patrocínio da Petrobras, via Lei Rouanet, do Ministério da Cultura do Brasil, e apoio especial da Secretaria de Cultura do Estado do RS e da central sindical Força Sindical - RS.

> Ouça entrevista com o jornalista argentino Claudio Kleiman sobre o festival, feita por Joseba Martin, do programa La Jungla Sonora, da Rádio Euskadi, do País Basco, Espanha.

A gaúcha The Tape Disaster lança seu segundo trabalho, o single "A Voz do Fogo". São dois temas instrumentais, com a qualidade de uma das melhores bandas instrumentais do país.
"Uma das mais gratas surpresas de 2010", escreveu Fábio Massari apresentando o disco em sua coluna na internet. O disco de estréia dos brasilienses é a nova aposta de Senhor F Discos.
Em dezembro a Noite Senhor F completou 2 anos em POA, com produção de Brisa Daitx. Em março, retorna para o Opinião, apostando na cena independente. Em breve, o lineup da 1ª Noite.
Desde janeiro de 2008, veiculado pela Rádio Câmara, da Câmara dos Deputados, o programa Senhor F Sem Fronteira difunde a música iberoamericana de todas as gerações e países.
O Programa Senhor F não está sendo mais veiculado pela Rádio Ipanema, de Porto Alegre. Segundo a produção, deverá retornar em breve, em outra emissora, ainda sem definição.
Veja como foram as edições anteriores do Festival El Mapa de Todos. Também aguarde aqui informações sobre a nova edição, já confirmada. Novamente em Porto Alegre, no final do ano.